05 julho, 2012

Saudade


Não que fosse tão difícil de suportar, mas é que às vezes sinto uma saudade absurda de você. Torceria de pé para que tudo isso não passasse de uma hipérbole, mas o aperto no peito me confirma que não e começo a achar arriscado todo esse sentimento escondido, que eu nem sabia que tinha. Digo arriscado no sentido de não saber em que estágio estamos. Ah claro, porque muitas vezes nos fazemos de cegos, surdos e loucos para fingir que somos imune ao amor, como se isso fosse realmente possível. Então você vai para algum lugar que desconheço e fica por lá uns dias. Enquanto eu, fico aqui a ler livros contemporâneos, revistas de moda e culinária e assistir a uns filmes de comédia-românticas já que nada mais me resta além de uma reles férias de quinze dias. 
Bem no meio da noite, quando os cobertores sabem exatamente a função de esquentar o meu frágil corpo em um clima de frio, você me liga e diz que está com saudades também. Faço o maior esforço, juro, para que não transparecesse que era tudo o que eu precisava ouvir, mas a essa altura o meu risinho baixo e lascivo já me definiu. Assim como o seu acabou de se definir para mim.
E assim vamos tendo certeza que, de todos os nossos embaraços, distância e saudade ainda são os impasses mais doloridos. 

8 comentários:

  1. Por mais que a gente tente, nunca conseguimos enganar a saudade. Ela grita, machuca dentro da gente. Não há nada que nos faça esquecer de quem gostaríamos de estar perto... :(

    Beijos querida
    ;*

    ResponderExcluir
  2. saudade e medo sao as coisas que mais doem, perturbam e nos deixam tristes e preocupados...
    o dificil é superar isso.

    ResponderExcluir
  3. Não dá mesmo para enganar a saudades, ela fica ali o tempo todo nós lembrando como dói estar longe de quem gostamos.

    ResponderExcluir
  4. Que a saudade deixe fluir o sentimento aquecido no calor do seu cobertor...!

    Bjinhos, c/ carinho!

    =**

    ResponderExcluir
  5. e quem não ficaria feliz com uma ligação assim?
    não importa a distância, quando dois corações se amam nada os separa

    ResponderExcluir
  6. Vim aqui deixar um presente pra vc,
    meu selinho em comemoração aos 500 seguidores do blog.

    Espero que goste e leve-o!

    Beijos meus...
    segue o link do meu carinho a vc:
    http://momentosdapathy.blogspot.com.br/2012/07/meu-muito-obrigada.html

    "Que seja doce..."

    ResponderExcluir
  7. Oi Emanuelle,
    a saudade as vezes é difícil de suportar mesmo...
    Tenha um ótimo começo de semana, bjus!

    ResponderExcluir
  8. "e começo a achar arriscado todo esse sentimento escondido, que eu nem sabia que tinha."

    Emanuelle, mais uma vez vc disse o que eu estou sentindo. Dá uma alegria e ao mesmo tempo um medo danado esse sentimento nascendo e crescendo aos poucos. ahahahhaha

    bjs

    ResponderExcluir

"Venha quando quiser, ligue, chame, escreva - tem espaço na casa e no coração, só não se perca de mim". CFA